25 dezembro 2010

Fim de ano, início de blog


Começar um blog pode ser algo clichê, pode ser diferente, pode ser até extremamente extravagante, mas o que vai definir isso não é a foto que você usar, não vai ser o texto legal que você escrever, nem a quantidade de comentários que ele render, e sim a maneira que você vai transmitir o seu eu para cada palavra escrita, o trabalho de escolher a foto que mais combina com a situação e sua alegria mesmo se seu post render 0 comentários. 
Talvez você estranhe eu escrever isso logo de cara no primeiro post. Talvez seja porque este não é meu primeiro post em si. Sou blogueira há anos e anos, e por um bom tempo tranquei esse lado meu, troquei por fotologs, twitter, tumblr, myspace, e tantas coisas. Mas sabe quando se tem a necessidade de se libertar, de por seus sentimentos pra fora, de dizer "EU ESTOU AQUI!"? É exatamente o que me motivou a escrever o Banheiro ao Lado.
Houve tempos em que senti vergonha de ser quem sou, senti vergonha de dizer que gostava de uma banda porque ninguém gostava... se foi ruim? Foi. Mas disso eu pude tirar o melhor: ser diferente é ser legal, ser igual não ta com nada, e hoje tenho orgulho de dizer "sou viciada em animes e adoro games", tenho coragem de vestir o que eu gosto e tantas outras coisas. E onde eu aprendi isso? Aqui. E depois de andar, vagar alheiamente, encontrei blogs em que me identifiquei, e isso me motivou a voltar.

E daonde saiu o nome "Banheiro ao Lado"? Primeiramente um nome nonsense que gostei, mas, analizando-o, pude perceber que tem tudo a ver com nós mulheres. Pergunte para si mesma "Onde toda mulher gosta de fofocar, trocar cosméticos, se libertar?". O que logo veio na sua cabeça? Banheiro né? Exato. Banheiro é o nosso paraíso, digamos assim. Ao Lado é apenas um complemento, talvez porque esse banheirinho virtual esteja do seu lado, só esperando que você entre e venha fofocar também. Mas não se engane, esse blog não se resumirá somente as mulheres, há espaço para machos também, ora pois! 

Explicações feitas, apenas digo que sou uma ariana de 15 anos, muito geniosa, amo o Japão com tudo dentro, sou viciada em kpop e eurobeat, tenho um amor platônico pelo Logan Lerman e sou super-protetora quanto aos meus livros, adoro MMORPG's, atualmente estou voltando a jogar Elsword (um MMO coreano), e jogo Touhou (jogo de luta) e prometo um dia dedicar um post pra explicar cada um deles. Twitto loucamente no @tamalete, sou apaixonada por fotografia apesar de ter que morrer numa câmera velha. Em 2011 estarei cursando o 2º ano do ensino médio, e o High Inter 2 do CNA. Moro no interiorzão do RJ, amo a Deus sobre todas as coisas, e à partir de agora, sou blogueira do Banheiro ao Lado.

1 comentários:

Caio ~ disse...

Achou que ia ficar sem comentário? Aaaah não vai não u____u" *apanha*
Mas né, concordo com tudo que você disse, eu mesmo já ME reprimi muitas vezes. Um engano que as pessoas normalmente cometem é pensar que vão ser reprimidas pelos outros, reprimem a si mesmas, sofrem com isso, sendo que se não tivessem feito isso, teriam dias bem melhores e não seriam reprimidas coisa nenhuma.
Eu já sofri com isso, não foi legal. E também, se tentarem reprimir, olharem torto, tem várias expressões manuais pra essas pessoas toscas *MORTO*
O negócio é ser você mesmo, dar valor às pessoas que te aceitam, e não as que acham que são alguma coisa te olhando torto, e bola pra frente -SSSSSSS

Ok, chega de filosofia. Blog ta LIIIIINDO, e o post ahasou <3
Go Go Banheiro ao Lado~

PS: Odeio ter que usar minha conta do Google pra comentar aqui. Mesmo.

Tecnologia do Blogger.

Amanda, ou Tama, ariana de 17 anos. Formanda, viciada em muitas coisas, projeto de geek e chata de coturnos, porque galocha não é legal.

Instagram

Dê um like!

Seguidores

Assine os feeds

Parceiros

No seu blog

Arquivos