24 setembro 2011

A estátua de palhaço e muitos outros contos


Um casal ao sair, deixou seus filhos sob os cuidados de uma babá a qual tinham grande confiança. Estava tudo tranquilo e as crianças dormiam. Entediada, a babá decidiu assistir TV, mas devido ao cuidado dos pais de não permitir que seus filhos assistissem qualquer coisa, só havia TV a cabo no quarto do casal. Assim, a babá telefonou para o pai das crianças. Preocupado, ele logo atendeu.
— Senhor, eu gostaria de assistir TV, mas como só há TV a cabo no quarto dos senhores, queria saber se vocês me permitiriam assistir assim mesmo.
— Ah sim, claro. Fique a vontade.
— Senhor, eu tenho mais um pedido...
— Sim?
— Eu poderia por um pano tapando a estátua de palhaço que tem no quarto das crianças? Ela está me deixando nervosa...
Seguiu-se um instante de silêncio até que o pai finalmente respondeu.
— Pegue as crianças e saia de casa agora enquanto eu telefono para a polícia. Não tínhamos nenhuma estátua de palhaço.
A polícia chegou ao local e encontraram 3 corpos mortos caídos ao chão. E não havia estátua alguma ali.
Palhaços, the dark side. Eu tenho um grande medo de palhaços, mas não foi esse o motivo de postar esse conto. Há um tempo que eu sou uma apreciadora de creepypastas, termo usado em fóruns e sites pela infinita internet pra nomear histórias e contos de terror, no melhor estilo lendas urbanas. Se der uma pesquisada, você vai achar trocentas creepypastas não só lendas urbandas, mas histórias de games, filmes, muitas das vezes com fundos reais até (as piores, combinemos). O termo veio do site mais conhecido do gênero, e a grande maioria das histórias que você acha por aí, vieram de lá. Só que em inglês, óbvio.

O ponto forte das creepypastas são como elas mexem com seu psicológico. Não são simplesmente histórias bobas, elas procuram muitas vezes pontos de referências que realmente existem para dar realidade as histórias. Vídeos, fotos, acontecimentos e personalidades reais, como por exemplo a Suicide Mouse, que conta a história do Walt Disney e Red Mist, história de um possível episódio perdido de Bob Esponja encontrado na Nick e que ninguém nunca assistiu (só rola uns fakes por aí).

Curtiu? Então fique a vontade para procurar na internet creepypastas incríveis e medonhas. Minhas dicas são: Suicide Mouse, Red Mist e Smile.jpg, as que eu mais gostei. Eu costumava ler num fórum de GC, mas excluíram o tópico e acabou minha felicidade, daí essa semana eu achei o Medo B, que tem creepypastas e muitas outras coisas ligadas a terror bem legais.

Exatamente o que acontece. ):

Se curtiu o conto da Estátua de Palhaço, que me foi mostrada pelo meu grande amigo Lulu <3, digam nos comentários que pode virar uma rotina do blog. Ou quem sabe um especial do mês de Outubro, já que 31 é dia das bruxas né. Bons pesadelos! D:~~~~

4 comentários:

Iza disse...

Adoro o Medo B e creepypastas que eu não sabia que se chamavam assim JAISOJASOIASJ já vi o red mist, quase morri,muito do mau a história do lula ):

Mayara disse...

Nossa, não que eu não goste de ler coisas que deêm aquele friozinho na espinha, só que depois eu fico meio 'assustada', sabe? Naquela do ep. perdido do Bob Esponja, fiquei uns 2 dias sem dormir direito ><' OIWEOIWEOIWEOIEWOIEWO e eu tenho muito medo de procurar no google, já que a grande maioria dos sites tem aquelas fotos horrendas #fato IWEOIOEOWIOWEIEWOIWEOIWEOIEWOEW eu já li também aquela do "humanos também sabem lamber" essa eu morri de medo *lie* OIWEOIEWOIEOIEW '-'

Tama disse...

Sei bem como é, Mayara! Agora eu não tenho lido, mas quando eu lia, tinha uns momentos bem trash que eu passava sozinha relembrando as histórias... dava medo. ):

Aquele vídeo do Bob Esponja é falso, é montagem de vários episódios. Se o da creepypasta realmente existe, não é no youtube que vamos achar. < Mas é bem tenso sim.

O final desse conto do cachorro é muito muito muito tenso, eu fiquei com a maior cara de pânico aqui HSUAHSUAHUSHAUSAHUSAHU São muito boas, com certeza!

Obrigada pelo comentário. <3

Mayara disse...

Nossa, cara, a do cachorro me deixou com medo, sério. Ainda mais porque eu durmo com a minha cachorra - só que eu não coloco a mão pra ver se ela vai lamber ou não OIWIEWOIWEOWEIOWEIOWEIEWOIWEOIWEOIWEOWIEOEIWOIEW - e a do Bob eu nem cheguei a assistir vídeo nenhum, só li em um tópico de lendas urbanas mesmo, sabe? Mas, mesmo assim, como eu tenho uma imaginação muito muito muito fértil, eu imaginei o que rolava ç.ç'
Enfim, adoro o seu blog, se quiser fechar parceria comigo, estamos aí soldada \õ/ -n

Tecnologia do Blogger.

Amanda, ou Tama, ariana de 17 anos. Formanda, viciada em muitas coisas, projeto de geek e chata de coturnos, porque galocha não é legal.

Instagram

Dê um like!

Seguidores

Assine os feeds

Parceiros

No seu blog

Arquivos