23 julho 2012

O que dizer sobre 'Branca de Neve e o Caçador' (livro)

Recentemente foram lançadas duas diferentes adaptações do conto Branca de Neve e os 7 anões: 'Espelho, Espelho Meu (Mirror Mirror)' e 'Branca de Neve e o Caçador (Snow White & The Hustman)'. No mesmo dia do lançamento de 'Branca de Neve e o Caçador', a editora Novo Conceito publicou o livro de mesmo nome baseado no filme. Pois bem, há umas semanas atrás fui matar minha curiosidade de ler o livro, e também assisti a outra adaptação que eu citei ali em cima quando já estava na metade da leitura.

A primeira coisa que se percebe é que as duas histórias sofreram muitas modificações. Em 'Espelho, Espelho Meu', todos os clichês foram deixados de lado e uma história muito legal foi criada em cima do conto de fadas. E eu nem adorei, né? Em 'Branca de Neve e o Caçador' foram mantidos os clichês, mas ideias diferentes compuseram o roteiro da história. Ambas colocaram a figura da Branca de Neve como uma guerreira. 

O livro conta a história de um Rei que após perder sua esposa, caiu em tristeza e teve que sozinho cuidar de sua filha. Após sair vitorioso numa batalha contra guerreiros de sombra fantasmagóricos, o Rei encontra uma mulher prisioneira, estonteantemente bela e a libertou. Essa mulher - chamada Ravenna - o fez sentir como não se sentia desde que sua esposa partira, e assim a pediu em casamento. Logo após se casarem, Ravenna o matou, e com a ajuda do exército de guerreiros de sombra de seu irmão Finn, tomaram o reino, e mataram todos aqueles que tentaram impedir. No momento em que Finn estava para matar a pequena Branca de Neve, Ravenna sentiu uma ligação estranha com a garota, e impediu que seu irmão a matasse, mas sim a aprisionasse. E assim o fez por 10 anos. Com 17 anos, Branca de Neve finalmente fugira mas dera de cara com um caçador contratado pela rainha para matá-la, ao qual implorou por misericórdia e contou-lhe sua versão da história. Convencido, lutara contra os soldados e Finn e ajudou na fuga da princesa. A partir daí segue uma série de acontecimentos na floresta e novos personagens, inimigos de Ravenna surgem dando apoio a dupla. Agora me lembrei porque não faço mais resenhas com frequência: não sei resumir histórias. Mas continuando...

Como eu já disse lá em cima, o livro é baseado no filme, então as características de Joe Roth (corrigido hehe) são muito perceptíveis, principalmente na descrição da Floresta Sombria. Esses dias eu estava comentando com minha irmã e acabei comparando Branca de Neve com 'Alice no País das Maravilhas', porque foi exatamente a mesma impressão que eu tive: pegaram um conto de fadas popular, tentaram fazer algo diferente mas o máximo que conseguiram foram muitos efeitos especiais e uma protagonista muito sem sal. É um livro pequeno e possui uma boa narração, mas a impressão que eu tive foi de que focaram nas cenas iniciais e de meados do livro, e quando deram por si já estavam em cima da hora de entregar o resto do livro e escreveram de qualquer jeito. Eu dificilmente falo mal de um livro, porque é realmente difícil eu não gostar, mas para mim este foi um dos mais broxantes que eu já li. Nas cenas finais, aonde se espera uma grande emoção, até mesmo no clímax, não houve se quer uma descrição decente das cenas, ficou extremamente pobre. A nossa imaginação tem que trabalhar, mas não fazer o serviço do autor. 

Deixaram muito a desejar em muitos aspectos. O livro começou bem e terminou desastrosamente. Fiquei tão decepcionada que me recusei a ver o filme. Então se é pra escolher entre 'Branca de Neve e o Caçador' e 'Espelho, Espelho Meu' sem sombra de dúvidas fico com a segunda opção que na minha opinião, revolucionou o conto de fadas e muito me divertiu.

20 julho 2012

E então, é dia dos amigos!


Ok, eu sei que tá meio tarde pra falar sobre esse dia tão especial, mas, nunca é tarde para comemorar! Hoje é aquele dia em que você pensa naquela pessoa que aguentou todas as suas fofocas, que brigou com você quando foi preciso, que te ajudou quando você tomou aquele porre e que te socorreu quando você estava triste e é claro que exemplos assim existem tanto na vida real quanto na ficção, então, ai vão alguns personagens de animes, séries e filmes que eu gosto e admiro muito em conceito amizade pra vocês se inspirarem.

1. Aria, Hanna, Spencer e Emily
Cara, tem que ter muito saco pra aguentar uma pessoa vingativa atrás de você a vida toda, e em Pretty Little Liar,s a amizade das meninas é mostrada desde como se formou -por mais que tenha sido por uma pessoa não muito agradável- e como está nos dias atuais. Elas sempre estão se ajudando, uma suportando o segredos da outra amiga mesmo que tenha que se meter em furadas, o que é muito comum nós fazermos pelos amigos que amamos. No episódio 6 da terceira temporada você pode ver numa conversa da Spencer com a Hanna em que ela diz que, apesar de tudo, se não você pela Alison, elas não seriam amigas, fofas, não?

2. Stefan e Damon
Tudo bem, esses dois ai já foram mais inimigos do que amigos, no entanto, antes de tudo, são irmãos e um sempre protege o outro. Apesar de começarem The Vampire Diaries com um odiando o outro, eles acabaram por fim encontrando a harmonia (wat?) etc e você pode ver que Stefan sempre irá proteger Damon e vice-versa, por mais que os dois amem a mesma mulher e tenham errado no passado ou no presente. É aquele tipo de amizade que apesar de tudo sempre continua firme e forte. own 

3. Lucy e Mr. Tumnus

Em Nárnia, logo de cara a gente vê que rola uma amizade entre a pequena Lúcia e o Sr. Tumnus, o fauno. Ele, na verdade, iria trair ela mas desiste porque se encanta com a menina -e eu acho que até rola uma química entre os dois- tanto nos livros quanto no filme, pena que como em Nárnia o tempo passa mais rápido o fauno morre e Lúcia não volta a vê-lo. :(  Ainda juro que eles eram um futuro casal!

4. Naruto, Sasuke e Sakura

Naruto mostra uma amizade bem complexa, principalmente entre o Sasuke e o Naruto: depois que o primeiro se junta a Orochimaru, o segundo jura para Sakura que ele irá trazer Sasuke de volta e nunca desistir dele. Apesar de parecer uma melação sem fim é bem verdade o conceito de tudo: amizade é você nunca desistir do seu amigo por mais que ele seja teimoso, chato, traíra, filho de uma mãe que trabalha na zona.. opa.

5. Shrek e Burro

Ah, eles são tão foofos! Acho que quase todos os personagens de Shrek são fofos,mas esses dois aí são demais: o Shrek vive falando que não aguenta o Burro mas sempre acaba fazendo tudo por ele, e vamos combinar que o Burro é muito engraçado, é o tipo de amigo bobão que fala demais que todo mundo tem, um amor!

6. Harry, Ron e Hermione

E pra terminar, o trio que me acompanhou a infância inteir -e acredito que a de vocês também, eles vão sempre estar no meu coração junto com todos os livros e filmes, mostraram que uma amizade pode superar qualquer coisa até mesmo o lado sombrio (tipo, o Voldemort). Serão pra sempre o melhor exemplo de amizade que eu tive na vida, apesar de que eu sou muito fã de Harry Potter pra poder falar isso, enfim..
Ps: Um foco especial pro Dobby que é o melhor amigo e elfo de todos os tempos, fikdik

Bônus:

Hoje um amigo meu me mandou esse texto do Chico Xavier e eu queria ter a chance de agradecer por tudo que ele me fez e dizer: foi mal por te dar o chocolate mofado,cara.(risos). Vale a pena ler. :)



13 julho 2012

Hoje é Dia de Rock, bebê!

Hoje não apenas é sexta-feira 13, mas também Dia Mundial do Rock! Eu sei que o dia já está quase no fim, também sei que eu não sou rocker, mas nada me impede de gostar (e ouvir, é claro) do gênero muito menos de postar uma comemoraçãozinha básica, não é? Pois bem....

Segundo o meu amigo Wikipedia, em 13 de julho de 1985, Bob Geldof organizou o Live Aid, um show simultâneo em Londres e na Filadélfia. O objetivo principal era o fim da fome na Etiópia e contou com a presença de artistas como The Who, Status Quo, Led Zeppelin, Dire Straits, Madonna, Queen, Joan Baez, David Bowie, BB King, Mick Jagger, Sting, Scorpions , U2, Paul McCartney, Phil Collins (que tocou nos dois lugares, ninja plz), Eric Clapton e Black Sabbath. O evento foi transmitido ao vivo pela BBC para diversos países e abriu os olhos do mundo para a miséria no continente africano. 20 anos depois, em 2005, Bob Geldof organizou o Live 8 como uma nova edição, com estrutura maior e shows em mais países com o objetivo de pressionar os líderes do G8 para perdoar a dívida externa dos países mais pobres erradicar a miséria do mundo. No Live 8 o Grupo de Rock Britânico Pink Floyd tocou junto, depois de 20 anos de separação. Desde então, o dia 13 de julho passou a ser conhecido como Dia Mundial do Rock.

Maaaas, antes de rocker (ou quase isso), somos nerds, então trago agora pra vocês alguns exemplos da fusão game+rock, com muito estilo, é claro. Afinal, hoje é dia de rock, bebê!

Shadow The Hedgehog - Never Turn Back


Batman Arkham City - Drown In You


Devil May Cry 4 - Sworn Through Swords



Touhou 6: Embodiment of Scarlet Devil - Scarlet Chain


Devil May Cry 3 - Taste The Blood


09 julho 2012

10 razões para assistir 'O Espetacular Homem-Aranha'

Depois de assistir 'Jogos Vorazes' e 'Os Vingadores', ontem assisti um dos filmes que eu mais aguardava no ano! Como estou com preguiça e aparentemente desaprendi como se faz resenhas, fiz um simplório top 10 para tentar te convencer a assistir 'O Espetacular Homem-Aranha' e amar assim como eu. Releve os motivos escrotos, apesar de tudo eles são muito sinceros, ok? Por favor, ligue seu senso de humor.

1- Peter Parker não é interpretado pelo ator Tobey Maguire; só esse valia pelos 10 motivos
2- Peter Parker é interpretado pelo lindo do Andrew Garfield (Eduardo em 'A Rede Social');
3- Pelo que me disseram, o roteiro do filme é mais fiel aos quadrinhos. Não posso confirmar porque nunca li as HQ's do Spider-Man, mas é bem por aí;
4- Fiel ou não, a história do filme é +8000 vezes mais interessante que da trilogia anterior;
5- O par romântico do Peter - Gwen - é linda, fofa, esperta e não é pateta como a Mary Jane;
6- Há um equilíbrio de cenas hilárias e cenas emocionantes, com direito a lágrimas e fungação no cinema;
7- Acho o 'Duende Verde' um vilão muito interessante, mas muito mal trabalhado, portanto o 'Lagarto' empata no quesito "vilão manero";
8- Há um mistério intrigante envolvendo os Parker, logo você anseia pelos próximos filmes pra saber mais;
9- Peter não é um babaca, ele é um nerd muito do formoso, e até a forma como ele foi picado pela aranha é mais legal que do anterior. Fora que ele não solta teia pelos pulsos, ele criou sua teia, o que é algo fiel a história real, eu acho;
10- 'O Espetacular Homem-Aranha' é espetacular.

Agora um trailer do filme pra quem ainda não viu ficar na vontade, e um aviso: TEM CENA DEPOIS DOS CRÉTIDOS!! Não façam como eu que não sabia e parei no meio da escada pra assistir!


Fiquem agora com a demonstração de todo o meu amor pelo Andrew... ou seria o Peter? Ou o Spider-Man? Oh céus, é muito homem num só!!!
05 julho 2012

De cara nova!


Depois de muito capengar em layouts, finalmente criei a vergonha na cara que me faltava para fazer um layout próprio, que fosse a cara do blog. Já tentei uma vez, e eu particularmente gostava do resultado (ignorando os problemas do banner que era todo fail), mas por mais problemas técnicos o bendito parou de funcionar e eu tive que trocar as pressas. O jeito foi usar um pronto, e eu fiquei muito feliz de ter achado um tão bom e prático como o anterior, e penso em me inspirar para projetos futuros. Mas indo ao ponto, o layout ainda não está do jeito que eu queria, mas só Deus e uns amigos que pedi opinião sabem como eu já mexi nesse bendito por estar incomodada com alguma coisa. A primeira coisa escolhida foram as cores e o background. Feito isso, e vendo como o background já é poluído mas eu queria usar assim mesmo, fiz o máximo que pude para deixar o conteúdo bem clean, para não pesar no geral, e eu posso dizer que fiquei muito satisfeita comigo mesma. Algumas coisas estão pendentes para ajeitar, como o banner sempre né, pois estou sem editor de imagens para fazer um e tive que usar um modelo antigo; só posso dizer: sdds photoshop. Aos poucos eu vou endireitando aqui e ali, acrescentando e tirando coisas, editando as páginas (que é um saco, principalmente o textamento do "sobre"). Agora sinto como se o Banheiro ao Lado tivesse finalmente expressando sua verdadeira identidade, suas cores, sua forma... aos poucos eu vou me libertando e criando meu próprio estilo, com minhas inspirações, é claro, mas predominando a minha personalidade do blog. Sim, confesso que estou sumida do blog, e mais uma vez prometi me dedicar a ele e não estou cumprindo. Só posso pedir perdão (de novo) e pedir paciência porque é daí pra pior: tenho planos de entrar em um cursinho intensivo para vestibulares agora no meio do ano, e caso isso venha a acontecer, eu só terei o sábado para acessar a internet decentemente, e também ao blog. O engraçado é que toda essa coisa de fazer layout, inspira daqui, inspira de lá, procura cor, escolhe bg, me despertou uma paixão antiga, o design, e minhas opções de faculdade mais uma vez se atualizaram. Como coisas simples que "nada tem a ver com a nossa vida" mais ou menos influenciam nas nossas escolhas, vontades etc. E como o assunto de um post pode mudar drasticamente, né? HSUUAHSUAGSHAUGSHA Mas é isso aí... essa é minha vida, esse é meu clube.

Buscar

Carregando...
Tecnologia do Blogger.

Amanda, ou Tama, ariana de 17 anos. Formanda, viciada em muitas coisas, projeto de geek e chata de coturnos, porque galocha não é legal.

Instagram

Dê um like!

Seguidores

Assine os feeds

Parceiros

No seu blog

Arquivos