11 fevereiro 2011

Cisne Negro

             
Nina é bailarina de uma companhia de balé de Nova York. Sua vida, como a de todos nessa profissão, é inteiramente consumida pela dança. Ela mora com a mãe, Erica, bailarina aposentada que incentiva a ambição profissional da filha. O diretor artístico da companhia, Thomas Leroy, decide substituir a primeira bailarina, Beth MacIntyre, na apresentação de abertura da temporada, O Lago dos Cisnes, e Nina é sua primeira escolha. Mas surge uma concorrente: a nova bailarina, Lily, que deixa Leroy impressionado. "O Lago dos Cisnes requer uma bailarina capaz de interpretar tanto o Cisne Branco com inocência e graça, quanto o Cisne Negro, que representa malícia e sensualidade." Nina se encaixa perfeitamente no papel do Cisne Branco, porém Lily é a própria personificação do Cisne Negro. As duas desenvolvem uma amizade conflituosa, repleta de rivalidade, e Nina começa a entrar em contato com seu lado mais sombrio, com uma inconsequência que ameaça destruí-la.
(Sinopse retirada do site Cinema10)

Quando eu ouvi falar do filme pela primeira vez, não achei grande coisa mas logo começaram a surgir muitas pessoas falando bem sobre o mesmo. Vi o trailer, achei interessante e resolvi assistir.

O filme em si se centra na vida de Nina (Natalie Portman) - que faz o tipo de “menininha indefesa” típico da bailarina da ficção -, não somente em sua vida, mas nos dois lados que a garota pode ter. Nina sempre sonhou em conseguir o papel principal em o Lago dos Cisnes, mas no teste seu professor Thomas, diz que aquela não tem o lado do Black Swan e por isso não conseguiria ser a principal na dança, mas muda de idéia em um certo momento, quando Nina reage mal aos assédios do professor e mostra seu lado negro. E não é exatamente como diz na sinopse que acontece: Lily em nenhum momento tenta roubar o papel principal da amiga.

No decorrer da trama vemos a, por assim dizer, “luta” de Nina para encontrar a perfeição e o seu lado sombrio: drogas, assédio,sexo com mulheres e loucura  acompanham o seu caminho. Grave esta palavra: perfeita, pois é isso que a protagonista quer se tornar.

O que mais chama atenção no filme, pelo menos na minha opinião, é a bipolaridade da personagem quando começa a enlouquecer, e como a sua dança melhora em quando ela está em um de seus “surtos”, que a faz chegar a violência com sua mãe (com quem tem uma relação conturbada). O seu cisne negro dentro dela mesma.


A vontade de Nina é tanta que você pode ver a sua grande evolução no fim, quando ela dança o tão esperado Cisne Negro.

Se você não gosta de filmes dramáticos e complexos, desista, esse não é um filme para você, meu caro leitor. Não pense que é como no filme da Barbie, é um filme um tanto pesado, aconselharia pra alguém que tenha de 15 anos para cima porque não é qualquer um que entende a complexidade de Nina e o que se passa em sua cabeça quando delíra. Assista abaixo o trailer do filme:



O filme, de tão bom concorre à melhor filme, melhor diretor, melhor atriz e a melhor fotografia no Oscar 2011. 

Portanto, se você gosta de um bom filme, assista Cisne Negro (Black Swan), o final é épico e não é só pra quem gosta de ballet não, o filme pode ser visto por qualquer um que se interessar e estiver pronto para ver a linda da Natalie Portman em um ótimo drama.

Quem fez esse post? Nada mais nada menos que Izabela Moriggi. Uma carioca que mora no Paraná, viciada em livros, séries, filmes e de muito bom gosto. Você pode encontrá-la no twitter e no seu tumblr.
Tecnologia do Blogger.

Amanda, ou Tama, ariana de 17 anos. Formanda, viciada em muitas coisas, projeto de geek e chata de coturnos, porque galocha não é legal.

Instagram

Dê um like!

Seguidores

Assine os feeds

Parceiros

No seu blog

Arquivos