02 outubro 2011

Mulheres também sabem dar porrada

Não estranhem essa falta de posts repentinas, época de prova é assim mesmo... vivemos atoladas até o pescoço e desesperadas por notas decentes que nem sempre vem. Mas, tirei folguinha agora antes do almoço pra poder compartilhar com vocês de um ramo do esporte em que eu me encontrei e me apaixonei, a luta.

Primeira coisa que aprendemos é: artes marciais não devem ser usadas para violência, e sim para defesa pessoal. Entre as muitas opções (e as poucas da minha cidade), eu escolhi o Muay Thai, ou Boxe Tailandês, como desejarem chamar. O Muay Thai é conhecido como a arte das oito armas, pois se caracteriza pelo uso combinado de punhos, cotovelos, joelhos, canelas e pés, e associada a uma boa preparação física que a torna uma luta de contato total muito eficiente. obrigada Wikipedia Se você como eu não gosta de academias por as acharem monótonas, saiba que na luta está a solução dos seus problemas.


Muitas mulheres tem o desejo de praticar a luta, mas não o fazem por acharem muito violento ou por terem medo de ficarem masculinizadas, fisicamente falando. Violento é óbvio que é, mas nada que vá te arrancar litros de sangue e te fazer morrer no tatame. É inevitável você praticar uma luta e sair ilesa, alguns socos, chutes, um roxinho aqui e outro lá. Praticar a luta não quer dizer que você tenha que necessariamente ir pra um ringue e cair no fight, você pode apenas aprender os movimentos e praticar nas aulas, que é bem mais leve, mas mesmo assim você não sai ileso. Quanto ao corpo masculinizado, é mito. Eu fiz 7 meses de luta e só vi benefícios: perca de peso, músculos torneados, melhoria nos reflexos e maior resistência, isso tudo fora o descarrego de raiva e a diversão das aulas. Eu tive muita sorte de encontrar uma academia de gente boba, e toda aula era uma risaiada sem fim. Uma verdadeira terapia.

Se duvida da minha voz da experiência no esporte caham, veja a Sandy Lima, a Geovanna Tominaga, Ivete Sangalo e muitas outras, elas também fazem/faziam Muay Thai e assim mantem aqueles corpitchos lindos de morrer. Certa vez, pesquisando sobre, descobri que cada aula dá pra se perder 1500 kcal. Meninas, é um sonho de consumo. ÇSHALGSLAJSJAL Avisando desde já que a fome dobra, então controlem as bocas se não não vai adiantar nada. Usamos luvas, caneleiras e protetor bucal, tudo pra garantir a segurança e a perca dos dentes. Queremos ficar magras, não banguelas né amgs.


Nessa vida virtual esbarrei com um blog incrível, o Muay Thai Mulher, onde a Alessandra - que pratica o esporte há 10 anos - esclarece todas essas dúvidas que as mulheres tem sobre a luta e dá várias dicas. Ela, por exemplo, não é lutadora, apenas praticante do esporte, e só teve lutas de verdade no exame de graduação. Outro blog que eu gostava de acompanhar é o Mulheres no Tatame, da Kamille, uma adolescente que luta jiu-jitsu, e inclusive estuda no mesmo colégio que eu, pena que ele ta parado desde julho! ): Mas ainda vale a pena conferir os posts antigos do blog dela, que já apareceu até no G1. Puro lousho.

Quero ver todas suando, perdendo peso e dando porrada, mas só no tatame, porque no tatame pode. Beijo pro Jander, meu Mestre, e desde já aviso que essa semana eu estou voltando pro Jander Team.

1 comentários:

Janis disse...

ei tama quanto tempo não vinha no seu brog -desde o post dos funk kk- pois é aqui tá muito fofo e bonito e stiloso irei voltar aqui numa tarde ensolarada e ler as coisas direito pq são quase 2am e eu to na brisa uivante do inverno do ar condicionado 1bjs hebe

Tecnologia do Blogger.

Amanda, ou Tama, ariana de 17 anos. Formanda, viciada em muitas coisas, projeto de geek e chata de coturnos, porque galocha não é legal.

Instagram

Dê um like!

Seguidores

Assine os feeds

Parceiros

No seu blog

Arquivos